A fibrina rica em plaquetas tem um papel na osseointegração de implantes imediatos? Um ensaio clínico controlado cego e randomizado

Por Márcio Casati | 27 de setembro de 2018

Int J Oral Maxillofac Surg. 2018 Sep;47(9):1178-1188. Diana C, Mohanty S, Chaudhary Z, Kumari S, Dabas J, Bodh R.

Implantes imediatos são uma valiosa opção de tratamento para substituir dentes naturais na região estética. A hipótese deste ensaio clínico randomizado controlado foi de que os implantes imediatos enxertados com fibrina rica em plaquetas autólogas (PRF) têm melhores resultados clínicos e radiográficos do que controles não-enxertados. Quarenta e um implantes foram colocados em 31 indivíduos com um ou mais dentes monoradiculares não-restauráveis. O PRF autólogo foi colocado na região peri-implantar do grupo teste (n = 21) e nenhum aumento foi feito no grupo controle (n = 20). Os pacientes receberam a prótese definitiva após 3 meses e foram acompanhados por um período de 1 ano. A análise estatística incluiu 39 locais de implantes em 29 sujeitos. Um aumento significativo na estabilidade do implante foi observado em ambos os grupos durante o período de 3 meses (quociente de estabilidade do implante: grupo teste 56,58 ± 18,81 a 71,32 ± 7,82; grupo controle 60,61 ± 11,49 a 70,06 ± 8,96; P = 0,01). Nenhuma diferença significativa foi observada entre os grupos em termos de estabilidade do implante. A hipótese foi rejeitada, pois não houve efeito significativo da PRF sobre implantes imediatos com adequada estabilidade primária.

Márcio Casati

Professor titular da Disciplina de Periodontia – Universidade Paulista (Unip); Professor associado da área de Periodontia – Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP – Unicamp).

VER TODOS ARTIGOS DESTE MEMBRO

Márcio Casati