Estudo prospectivo da instalação de implantes no sistema all on four com a técnica de cirurgia guiada sem retalho

11 de setembro de 2017

Landázuri-Del Barrio RA, Cosyn J, De Paula WN, De Bruyn H, Marcantonio E Jr. A prospective study on implants installed with flapless-guided surgery using the all-on-four concept in the mandible. Clin Oral Implants Res. 2013 Apr;24(4):428-33. doi: 10.1111/j.1600-0501.2011.02344.x.

Source

Department of Oral Diagnosis and Surgery, Araraquara Dental School, UNESP-Univ. Estadual P.

Objetivo

O uso da cirurgia sem retalho é um dos grandes avanços da implantodontia, seja pela menor morbidade, seja pela menor remodelação óssea. A cirurgia guiada por computador agrega ainda mais vantagens, como rapidez, possibilidade de planejamento mais preciso e melhor transferência deste para o caso, evitando erros de execução. Existe ainda a possibilidade de realizar a prótese prévia à cirurgia, via planejamento virtual, possibilitando sua instalação na mesma sessão de atendimento, o que daria uma velocidade muito grande ao tratamento. Alguns brincam que o paciente poderia ser reabilitado totalmente no intervalo do almoço.

Embora esta seja mais uma vantagem, ainda são escassos os artigos que avaliaram de forma científica a adaptação das próteses pré-confeccionadas de forma virtual, principalmente em mandíbula.

O trabalho em questão teve por objetivo avaliar os resultados clínicos, radiográficos e principalmente as complicações de próteses confeccionadas previamente à cirurgia e instaladas logo após os implantes.

Material e Método

Dezesseis pacientes, desdentados totais, não-fumantes, sistemicamente saudáveis (10 mulheres e 6 homens, com idade média de 59 anos) com volume ósseo suficiente na mandíbula foram selecionados. Inicialmente os pacientes foram reabilitados com próteses totais, restabelecendo dimensão vertical, oclusão e estética. Posteriormente foram realizadas tomografias dos pacientes com guia tomográfico em posição e do guia tomográfico separadamente. O planejamento dos implantes foi realizado no Procera Nobel Guide 2.0 Software (Nobel Biocare), para a instalação de 4 implantes Nobel Speedy Replace RP (com tamanhos variaveis 10-15 mm) na mandíbula (conceito All on Four).  As guias cirúrgicas e as próteses foram pré-fabricadas, baseadas neste planejamento. Os 16 pacientes foram operados, utilizando-se o conceito de cirurgia guiada sem retalho com o sistema Nobelguide e as próteses instaladas imediatamente após a cirurgia.

Dados e complicações clínicas e radiográficas foram registrados em 3, 6 e 12 meses.

Resultados

A taxa de sobrevivência de implantes em geral foi de 90%, com uma tendência para um maior fracasso de implantes curtos (P = 0,098). O nível ósseo significativo após 12 meses de função era de 0,83 mm, com um máximo de 1,07 mm. Complicações técnicas foram comuns (15/16 pacientes) e estavam principalmente relacionadas a uma desadaptação entre a prótese pré-fabricada e os pilares, atingindo 13 dos16 pacientes.

Conclusão

De acordo com este estudo, nos casos de cirurgia guiada as próteses deveriam ser baseadas na impressão (moldagem) após a instalação dos implantes e não na sua posição virtual.

Elcio Marcantonio Junior

Professor titular das disciplinas de Periodontia e Implantodontia da Faculdade de Odontologia de Araraquara (UNESP); Coordenador do Curso de Especialização em Implantodontia da Faculdade de Odontologia de Araraquara (UNESP) e Professor do Programa de Pós Graduação em Odontologia, áreas de Periodontia e Implantodontia da Faculdade de Odontologia de Araraquara (UNESP).