Impacto de um creme dental contendo triclosan durante a progressão da mucosite peri-implantar experimental: Parâmetros clínicos e padrão local de mediadores osteoimunoinflamatórios no fluido peri-implantar.

Por Márcio Casati | 27 de março de 2019

J Periodontol. 2018 Feb; 89 (2): 203-212. doi: 10.1002 / JPER.17-0302

Ribeiro FV, Casati MZ, Casarin RC, Corrêa MG, Cirano FR, Negri BM, Pimentel SP.

Este estudo avaliou a influência de um creme dental contendo triclosan no perfil de mediadores osteoimunoinflamatórios no fluido crevicular peri-implantar (PICF) e em parâmetros clínicos durante a progressão da mucosite peri-implantar.

Vinte e dois pacientes clinicamente saudáveis ​​com uma coroa unitária suportada por implante foram incluídos neste estudo cruzado, duplo-cego, randomizado, realizado em duas fases de 21 dias cada. Durante o período experimental de 3 semanas de acumulo de biofilme, os pacientes foram aleatoriamente designados para usar três vezes / dia: triclosan (n = 11), creme dental com triclosan / copolímero / fluoreto; ou placebo (n = 11), creme dental com flúor. Após profilaxia profissional, foi estabelecido um período de wash-out de 30 dias. Parâmetros clínicos e 15 mediadores osteoimunoinflamatórios foram avaliados no início e aos 3, 7, 14 e 21 dias.

Ambos os grupos apresentaram aumento no índice de placa nos locais de implante do 3º ao 21º dia (P <0,05). Apenas o tratamento com triclosan foi capaz de evitar um aumento no sangramento na sondagem ao longo dos acompanhamentos (P> 0,05), enquanto aumento significativo no sangramento a sondagem foi observado a partir do 14º dia nos locais tratados com placebo (P <0,05) . Concentrações mais baixas de interleucina (IL) -10 foram detectadas no grupo placebo no 21º dia quando comparado com locais de implantes tratados com triclosan (P <0,05). Os níveis de IL-10 foram reduzidos e as concentrações de IL-1β aumentaram aos 21 dias quando comparadas com o valor inicial apenas nos locais tratados com placebo (P <0,05). Os níveis de osteoprotegerina aumentaram significativamente a partir do 14º até o 21º dia apenas em locais tratados com triclosan (P <0,05).

 

CONCLUSÃO:

O creme dental contendo triclosan controla a inflamação clínica e interfere positivamente no perfil dos mediadores osteoimunoinflamatórios durante a progressão da mucosite peri-implantar experimental.

Márcio Casati

Professor titular da Disciplina de Periodontia – Universidade Paulista (Unip); Professor associado da área de Periodontia – Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP – Unicamp).

VER TODOS ARTIGOS DESTE MEMBRO

Márcio Casati