Reabilitação Oral de Boca Toda com Próteses Cerâmicas Aparafusadas

Por Débora Calabro • Rafael Puglisi • Alfredo Mikail | 21 de abril de 2020

RESUMO

Reabilitações orais por meio de próteses aparafusadas sobre implante são procedimentos em constante evolução, os implantes, os componentes protéticos e a maneira de confecção estão a cada ano em um novo patamar. A introdução e evolução da tecnologia CAD/CAM nos permite trabalhar de diferentes maneiras mantendo os conceitos de clássicos de reabilitação oral.

Este relato de caso tem como objetivo apresentar a transformação do sorriso por intermédio da união entre a maneira analógica e a digital de trabalho para a realização de próteses do tipo protocolo.

Foram realizadas exodontias, adequação de rebordo ósseo, implantes ósseo integrados e próteses aparafusadas na maxila e na mandíbula da paciente para restabelecer a oclusão e a estética da paciente.

A inclusão de ferramentas tecnológicas nos permite trabalhar de novas maneiras, incluindo possibilidades de provar em materiais provisórios antes da confecção do definitivo de maneira mais ágil, diminuindo assim o tempo e possíveis falhas durante o tratamento e aumentando a previsibilidade.

INTRODUÇÃO

O tratamento com prótese fixas implanto suportada é amplamente utilizado para pacientes desdentados totais e parciais beneficiando os pacientes com vantagens funcionais e biológicas quando comparado ao tratamento com próteses totais convencionais e próteses parciais removíveis, além de apresentar excelente resultado a longo prazo, com sobrevida de 95% no período de 10 anos. [1-4] Os objetivos primários da reabilitação com implante são: alcançar resultados de tratamento bem-sucedidos do ponto de vista funcional, estético e fonético, com alta previsibilidade e boa estabilidade a longo prazo; além de, ter baixo risco de complicações durante a cicatrização e após o tratamento. Os objetivos secundários do tratamento com implantes incluem o menor número possível de intervenções cirúrgicas, baixa dor e morbidade durante a cicatrização, curtos períodos de cicatrização e curto tempo total de tratamento.  [5]

Ao longo das décadas os aspectos estéticos das próteses implanto suportadas também foi se desenvolvendo e alcançando altos níveis de naturalidade e beleza, com a evolução dos componentes e com a melhor compreensão do posicionamento tridimensional do implante. [1, 6]

O sucesso deste tipo de tratamento em diretamente relacionado com o sucesso de cada etapa do mesmo, falhas nas etapas clínicas, como de moldagem ou escaneamento, ou na confecção laboratorial podem gerar desajustes entre a barra e o componente protético [7]. Esta falha na adaptação / passividade da prótese pode gerar altos níveis de estresse na interface osso-implante [8], podendo comprometer a ósseo integração. [9]

Para melhorar o assentamento desse tipo de prótese, e reduzir as tensões transmitidas pelo sistema diversas tecnologias foram sendo aprimoradas e desenvolvidas ao longo dos anos, incluindo a utilização do sistema CAD/CAM nos tratamentos com implantes. [10] E estruturas fabricadas com esses sistemas demonstram melhor ajuste e passividade do que aquelas feitas por peças fundidas convencionais. [11] Outras vantagens do CAD-CAM são sua previsibilidade e consistência. [12, 13] Embora a tecnologia CAD-CAM elimine várias etapas, ela introduz outras, como digitalização, design de software e usinagem. [14] Este relato de caso clínico tem como objetivo apresentar um caso onde foram extraídos elementos dentários, realizada redução dos rebordos maxilares, instalação de implantes na maxila e na mandíbula na mesma sessão assim como a instalação de próteses totais provisórias. Após o período de osteointegração foram realizadas duas próteses fixas sobre implantes, utilizando em parte do processo a tecnologia CAD/CAM.

RELATO DE CASO CLÍNICO

Paciente MLLN, 54 anos, buscou a clinica Instituto Guy Puglisi com a principal queixa de insatisfação estética com o sorriso e mobilidade em alguns dentes, com alta expectativa estética.  Após exame clínico extra e intra oral, protocolo fotográfico e radiográfico, tomografia computadorizada, a paciente apresentava sorriso assimétrico do ponto de vista extra oral muscular como do ponto de vista ósseo da maxila, próteses fixas sobre dentes com desadaptações, diferentes formatos e cores e ausência de alguns elementos, uma prótese fixa superior do lado esquerdo (23 ao 26) com grande mobilidade resultante do comprometimento periodontal dos pilares, frente ao enceramento diagnóstico o plano de tratamento principal apresentado para a paciente foi de próteses do tipo protocolo sobre implante superior e inferior. Com redução de rebordo superior e instalação dos implantes imediatamente após as exodontias. (fig 1. a 4) 

Fig. 1. Fotografia frontal extra oral inicial do caso clínico.
Fig. 2. Fotografia intra oral do caso clínico.
Fig 3. Fotografia de perfil do caso clínico.
Fig 4. Fotografia de perfil do caso clínico.

Previamente a realização da cirurgia foram confeccionadas próteses totais (superior e inferior), as quais a paciente utilizou durante o período pós cirúrgico. (fig. 5). Em um único ato cirúrgico, foram realizadas as exodontias, a redução de rebordo e a instalação dos implantes superiores e inferiores. Na mesma consulta, as próteses provisórias foram instaladas (fig. 6). 

Fig. 5. Próteses Provisórias.
Fig. 6. Próteses Provisórias.

Após o período de 6 meses, a paciente retornou para a reabertura dos implantes, e confecção das próteses fixas. Após a reabertura e instalação com componentes intermediários (mini cônicos, Implacil De Bortoli), os componentes foram moldados com o auxilio de transferentes e essa moldagem foi escaneada para o desenho e usinagem da barra, e vertido o gesso para a posterior aplicação de cerâmica. Previamente a usinagem da barra metálica, uma barra de prova em resina, foi usinada para a conferência da adaptação e passividade dos parafusos. (fig 7 e 8 .)

Fig 7.Desenho da Barra de Prova.
Fig 8. Prova da Barra de Prova.

Após a aprovação do posicionamento da barra de prova, a infra-estrutura metálica para metalocerâmica foi desenhada no software e usinada. (fig 9 e 10)

Fig 9. Desenho digital da barra.
Fig. 10. Barra Usinada.

Após a prova da barra usinada, a etapa de estratificação da cerâmica feldspática foi realizada. (Fig 11)

Fig. 11 Aplicação de cerâmica sobre a barra metálica.

Assim as próteses fixas foram para a cavidade oral para o ajuste oclusal, oclusão mutuamente protegida, e instalação. (Fig 12 e 13)

Fig. 12 Foto final do caso.
Fig. 13 Foto final do caso.

CONCLUSÃO

Os tratamentos com próteses fixas sobre implantes já estão consagrados na literatura e na prática odontológica, porém novas ferramentas de trabalho estão cada vez mais presentes nestes tratamentos, como a tecnologia CAD/CAM. Com a evolução desta em conjunto com os conceitos tradicionais de reabilitação é possível aumentar a previsibilidade do resultado final e a longevidade do tratamento.

REFERÊNCIAS

  1. Buser D, Janner SF, Wittneben JG, Bragger U, Ramseier CA, Salvi GE. 10-year survival and success rates of 511 titanium implants with a sandblasted and acid-etched sur- face: a retrospective study in 303 partially edentulous patients. Clin Implant Dent Relat Res 2012: 14: 839–851.
  2. Degidi M, Nardi D, Piattelli A. 10-year follow-up of immediately loaded implants with TiUnite porous anodized sur- face. Clin Implant Dent Relat Res 2012: 14: 828–838.
  3. Fischer K, Stenberg T. Prospective 10-year cohort study based on a randomized controlled trial (RCT) on implant- supported full-arch maxillary prostheses. Part 1: sand- blasted and acid-etched implants and mucosal tissue. Clin Implant Dent Relat Res 2012: 14: 808–815.
  4. Gotfredsen K. A 10-year prospective study of single tooth implants placed in the anterior maxilla. Clin Implant Dent Relat Res 2012: 14: 80–87.
  5. De Bruyn H, Raes S, Matthys C, Cosyn J. The current use of patient-centered/reported outcomes in implant den- tistry: a systematic review. Clin Oral Implants Res 2015: 26 (Suppl 11): 45–56.
  6. Grunder U, Gracis S, Capelli M. Influence of the 3-D bonet implant relationship on esthetics. Int J Periodontics Restorative Dent 2005: 25: 113–119
  7. Manzella C, Burello V, Bignardi C, Carossa S, Schierano G. A method to
  8. improve passive fit of frameworks on implant-supported prostheses: an in vivo study. Int J Prosthodont 2013;26:577-9.
  9. Jemt T. Failures and complications in 391 consecutively inserted fixed prostheses supported by Brånemark implants in edentulous jaws: a study of treatment from the time of prosthesis placement to the first annual checkup. Int J Oral Maxillofac Implants 1991;6:270-6.
  10. Abduo J. Fit of CAD/CAM implant frameworks: a comprehensive review. J Oral Implantol 2014;40:758-66.
  11. Karl M, Holst S. Strain development of screw-retained implant-supported fixed restorations: procera implant bridge versus conventionally cast restorations. Int J Prosthodont 2012;25:166-9.
  12. Abduo J. Fit of CAD/CAM implant frameworks: a comprehensive review. J Oral Implantol 2014;40:758-66.
  13. Kapos T, Ashy LM, Gallucci GO, Weber HP, Wismeijer D. Computer-aided design and computer-assisted manufacturing in prosthetic implant dentistry. Int J Oral Maxillofac Implants 2009;24:110-7.
  14. Hjalmarsson L, Örtorp A, Smedberg JI, Jemt T. Precision of fit to implants: a comparison of Cresco and Procera implant bridge frameworks. Clin Implant Dent Relat Res 2010;12:271-80.

Débora Elias Calabro

Especialista em Prótese Dentária – São Leopoldo Mandic

Mestre e Doutoranda em Clínicas Odontológicas – Área Prótese Dentária – Universidade Paulista – UNIP

Coordenadora Especialização Estética Dental – Uniavan

Rafael Puglisi

Cirurgião Dentista

Professor Especialização Estética Dental Uniavan

Alfredo Mikail Melo Mesquita

Professor Titular de Prótese Dentária – UNIP

Professor do Programa de Mestrado e Doutorado- UNIP

Coordenador da Especialização em Prótese e Implante – São Leopoldo Mandic