Cirurgia Guiada prototipada com conjunto Implaguide e cicatrizador customizado impresso.

Por Rodrigo Cunha | 21 de maio de 2021

O paciente de 52 anos, sexo masculino, apresentava raízes radiculares nos dentes 36 e 37 com cáries extensas e processos infecciosos no periápice ocasionando reabsorção óssea ao redor destes elementos dentários.

Após o diagnóstico através de tomografia computadorizada cone beam, o planejamento consistiu na remoção dos restos radiculares, bem como debridação das lesões osteolíticas.

Foi realizado enxerto ósseo com preservação alveolar e aguardado um pós-operatório de 5 meses para solicitação de nova tomografia e escaneamento para planejamento e confecção de guia prototipada, a fim de realizarmos uma cirurgia “flapless” com confecção de cicatrizadores customizados impressos em impressora 3D.

O planejamento proposto foi de instalação de 2 implantes Maestro 3.5 x 11 mm na região dos dentes 36 e 37, com o conjunto de Cirurgia Guiada Implaguide da Implacil e guia cirúrgica prototipada.

Após, a fresagem simplificada do conjunto Implaguide, foram instalados os 2 implantes Maestro de forma guiada através da guia cirúrgica prototipada com uma margem de segurança de 1 mm no implante 37 e de 2mm no implante da região do 36 em relação ao nervo alveolar inferior.

O planejamento virtual foi realizado no software Blue Sky Bio com colocação de 2 dentes anatômicos articulados no antagonista de maneira digital, a fim de termos a melhor posição tridimensional dos implantes em relação a futura coroa e a topografia óssea. Concomitante, foi utilizado o software Dental System  para o design (CAD) dos cicatrizadores customizados impressos em impressora 3D.

Como a área do dentes 36 e 37 era uma área enxertada, optamos por não realizar a técnica de estética imediata e a opção mais sensata e seguindo a orientação da indicação dos Implantes Maestros, optamos por realizar a implantação e seguido de instalação de cicatrizadores personalizados através de ambiente virtual.

A instalação destes componentes customizados atenua o tempo de espera, no sentido de conduzir a formação e maturação dos tecidos periimplantares, enquanto vai ocorrendo o processo de osseointegração. Os casos onde utilizamos estes componentes, são aqueles onde não haverá um travamento adequado para estética imediata, em pacientes com bruxismo ou hábitos que possam levar a perda da osseointegração.

O design deve ser realizado levando em conta que o “custom healing” deve ficar a nível gengival sem que haja volume supra gengival para que o paciente evite passar a língua e devemos evitar que o provisório móvel ou esplintado tenha qualquer tipo toque mais efetivo.

Neste caso onde o componente foi planejado em ambiente virtual sobre um pilar Base T, podemos utilizar o mesmo pilar do planejamento ou um pilar de titânio para provisório e reembasar com resina composta fluida (resina flow).

O objetivo do cicatrizador é diminuir as etapas e evitar reabertura cirúrgica e ao mesmo tempo já ir personalizando, de acordo com o dente que está sendo trabalhado, o tecido queratinizado para receber a coroa provisória ou já a definitiva.

Rodrigo Moreira da Cunha

Mestre em implantodontia – SLMANDIC; – Especialista em implantodontia – SLMANDIC; – Especialista em prótese dentária – PUC/RS; – Minirresidência em implantodontia – NYU/EUA; – Pós-graduado em metalurgia odontológica Bego – Alemanha; – Pós-graduado em cerâmicas odontológicas Vita – Alemanha.

VER TODOS ARTIGOS DESTE MEMBRO