Cirurgia virtual guiada por computador com implantes cônicos Cone Morse

Por | 13 de setembro de 2018

Matéria por: Antonio Illanes e Paulo Cruz

Uma das principais objeções dos pacientes à cirurgia para instalação de implantes reside na necessidade de incisão e levantamento de retalho para a visualização do leito ósseo e a consequente necessidade do fechamento com suturas, manobras que exigem uma quantidade maior de administração de anestésico e acarretam um pós operatório mais ou menos incômodo, dependendo da extensão da cirurgia, além de limitações físicas, sociais e profissionais, com a necessidade de dietas específicas e afastamento das atividades físicas e profissionais, quer pela exigência para a recuperação pós procedimento, quer pela impossibilidade da utilização de próteses na região, normalmente até a remoção da sutura, e em alguns casos por períodos maiores.

A possibilidade de executar um planejamento preciso, simples, rápido e econômico, que nos ofereça a segurança necessária para a execução da cirurgia, permite que a grande maioria dos procedimentos seja feita sem essas 2 etapas, incisão-levantamento de retalho e sutura, que geralmente constituem as 2 fases mais difíceis e demoradas da cirurgia, já que nas situações em que o paciente não necessita de cirurgias de enxertos pré-implantes, o planejamento virtual e a guia cirúrgica gerada permitem a eliminação desses procedimentos invasivos.
As vantagens dessa técnica são uma cirurgia atraumática, segura e rápida, com excelente pós operatório, sem edema, sem dor, sem limitações e restrições pós operatórias alimentares, sociais e profissionais, segurança trans operatória para pacientes com doenças sistêmicas, como diabetes, hipertensão e outras que poderiam acarretar maior risco à manipulação cirúrgica, e principalmente a instalação dos implantes na posição tridimensional ideal, fiel ao planejamento inicial, fator fundamental para uma boa reabilitação protética, e nem sempre obtido em cirurgias executadas pela técnica convencional.

O sistema de cirurgia guiada desenvolvido pela Implacil em parceria com a Bioparts, empresa líder no mercado nacional de confecção de protótipos e guia estereolitográficos, tem como principais diferenciais dos sistemas até aqui disponíveis a preparação extremamente simples, rápida e econômica do paciente, um kit cirúrgico compacto, intuitivo e acessível, e, a principal evolução, a possibilidade da utilização de implantes totalmente cônicos cone morse indexados, com geometria e superfície que alcançam índices de 92,7% de contato osso-implante, garantindo índices de sucesso acima de 98%.

 

 

O planejamento pré operatória consiste em 2 técnicas diferentes: o protocolo da moldagem, para os pacientes parcialmente edêntulos, em que se faz uma moldagem com silicona pesada de condensação, com moldeira de plástico com a prótese do paciente em posição na área edêntula, preenchimento do espaço dos implantes com silicona radiopaca ao tomógrafo, Silix fornecido pela Bioparts, e reembasamento, sem a prótese, com a silicone fluida. O paciente leva essa moldeira ao serviço de radiologia onde será realizada a tomografia convencional do paciente e a tomografia da moldeira, e o cruzamento dessas 2 imagens oferece um modelo 3D a ser utilizado no software DentalSlice para o posicionamento dos implantes em relação à reabilitação protética.

 

 

Para os pacientes totalmente edêntulos, portadores de prótese totais, o planejamento é feito com a utilização das próteses dos pacientes, com marcações de guta percha que possibilitem a visualização do contorno dos dentes da prótese pelo tomógrafo para a obtenção do modelo 3D no DentalSlice.

 

Essas imagens serão utilizadas pelo cirurgião para o planejamento completo da instalação do implante, desde o seu posicionamento 3D, diâmetro, comprimento, posição, angulação, profundidade, altura do componente protético, bem como a escolha entre prótese cimentada ou aparafusada.

 

 

O software DentalSlice é um programa bastante simples e intuitivo, que não requer grandes conhecimentos de informática, em que o cirurgião rapidamente se familiariza com as ferramentas disponíveis, e assim o profissional dispõe de todas as informações e condições necessárias para um perfeito planejamento e a confecção de uma guia para uma cirurgia em que serão obtidas as condições desejadas e desenhadas no planejamento pré cirúrgico, e em que serão instalados implantes total e verdadeiramente cônicos, com conexão morse indexada, garantindo altas taxas de ósseointegração e confiabilidade biomecânica.

 

 

O vídeo abaixo mostra uma cirurgia de um protocolo duplo, superior e inferior, com carga imediata e instalação das próteses no mesmo dia da cirurgia, em que é possível notar que a preservação da condição tecidual possibilita a escolha e a instalação de componentes protéticos e execução da prótese como se fosse uma reabilitação tardia, com os implantes previamente instalados.

No Sistema de Cirurgia Guiada Implacil Raptor Bioparts toda a comunicação entre as partes envolvidas no projeto é digital, ou seja, o serviço de Radiologia envia as imagens do paciente e das referencias 3D ao profissional no software DentalSlice via e-mail, e o cirurgião envia seu planejamento à Bioparts, quando o planejamento é checado e, se necessário, discutido com o profissional, também de maneira digital, via e-mail, recebendo posteriormente à aprovação do planejamento discutido, a guia cirúrgica confeccionada.

 

Ref. Bibliográficas
Accuracy of computer-guided implant surgery by a CAD/CAM and laser scanning technique. Zhao XZ et al. Chin J Dent Res. 2014;17(1):31-6
Accuracy of computer-aided template-guided oral implant placement: a prospective clinical study. Beretta M; Poli PP; Mayorana C.
J Periodontal Implant Sci. 2014 Aug;44(4):184-93
Evaluation of the accuracy of conventional and digital impresión techniques for implant restorations. Journal of Prosthodontics (2018) 1-6
Machined and sandblasted human dental implants retrieved after 5 years: a histological and histomorphometric analysis of three cases. Quintessence Int’l 2012
Cortical and trabecular bone healing patterns and quantification for three diferente dental implant system. Quintessence Int’l 2017
A comparative evaluation between aluminium and titanium dioxide microparticles for blasting the surface titanium dental implants: an experimental study in rabbits. Sergio A. Gehrke Marıa P. Ramırez-Fernandez Jose Manuel Granero Marın Marcos Barbosa Salles Massimo Del Fabbro Jose Luis Calvo Guirado. Clin Oral Imp Res.; 0,2016