Regeneração óssea guiada vertical com membrana Cytoplast e Extra Graft

Por José Henrique Cavalcanti | 28 de março de 2022

Autores: José Henrique Cavalcanti Lima, Ulisses Dayube e Patrícia Cristina Matos

A regeneração óssea guiada muitas vezes se faz necessária para viabilizar a reabilitação com implantes osseointegráveis.

Estas regenerações são um grande desafio nas áreas posteriores da mandíbula, pois esta região tem uma anatomia muito complexa e o processo de reabsorção óssea após a perda do elemento dentário leva a uma perda óssea muito severa, tanto vertical quanto horizontal.

Nas reconstruções ósseas, podemos utilizar biomateriais osteogênicos (osso autógeno), osteocondutores (hidroxiapatita bovina) e osteoindutores (biomateriais com fatores de crescimento ósseo), tendo suas origens em autógeno, homólogo, heterógeno ou aloplástico.

A origem e a atividade físico-química do biomaterial, além de fatores da área a ser reparada como tamanho, forma de defeito, número de paredes e vascularização da área, podem influenciar no resultado que desejamos em nossa regeneração óssea.

A escolha do biomaterial, o preparo do leito receptor, a escolha da membrana ou barreira para a proteção e seleção tecidual,  a manipulação do tecidos para o fechamento sem tensão da ferida cirúrgica e a sutura são fatores que definem o êxito da regeneração óssea guiada. 

Neste relato, apresentamos um caso clínico onde necessitamos realizar um aumento ósseo vertical e horizontal, no qual optamos por utilizar um biomaterial composto de colágeno tipo 1 e hidroxiapatita bovina (Extra Graft), e uma membrana de PTFE denso com reforço de Titânio (Cytoplast TI-250) para realizar a regeneração óssea guiada na região posterior da mandíbula.

José Henrique Cavalcanti Lima

– Especialista em Periodontia;
– Mestre em Odontologia, área de concentração Implantodontia
Doutor em Clínicas Odontológicas;
– Pesquisador em Biomateriais;
– Diretor científico do Centro Carioca de Reabilitação Oral – CENCRO;
– Coordenador do curso de especialização em implantodontia do CENCRO.

VER TODOS ARTIGOS DESTE MEMBRO

José Henrique Cavalcanti