Relato de caso clínico do projeto Apolônias do Bem

Por | 20 de agosto de 2018

No dia 15 de agosto de 2018 a coordenação do projeto Apolônias do Bem, da ONG Turma do Bem, projeto do qual a Implacil De Bortoli é apoiadora, recebeu um email com um pedido de ajuda. Uma filha, de 17 anos, moradora de Foz do Iguaçu, relatava o caso da mãe, N.V.C, 50 anos, vítima de violência praticada pelo marido.

Alguns trechos do relato da filha são bastante recorrentes nas histórias das mulheres atendidas pelo projeto. Violência física, cárcere privado e até tentativa de denúncia, com culpabilização da vítima por parte dos policiais.
N.V.C é mais uma mulher dentro da estatística brasileira, um dos países que mais praticam feminicídio no mundo, ficando em quinto lugar, em um conjunto de 83 países ( dados da organização mundial da saúde de 2015). O mesmo estudo revela ainda que 50,3% das mortes violentas de mulheres no Brasil são cometidas por familiares e 33,2% por parceiros ou ex-parceiros. N.V.C quase fez parte desta estatística de homicídios de mulheres, mas por sorte do destino escapou.

Após uma entrevista a paciente N.V.C foi selecionada para ser atendida pelo projeto. Além do histórico de violência, a falta de recursos financeiros também foi levada em conta.

O atendimento foi feito pela Dra Manuela Balestreri, em sua clínica, na cidade de Foz do Iguaçu, e contou com o envolvimento de outros colegas.

Foram realizados 4 implantes cônicos de hexágono externo nas medidas 4mm/13mm na arcada superior.
Todo o material utilizado, kit cirúrgico e implantes foram cedidos de forma gratuita pela Implacil De Bortoli.

Apesar do tipo de implante utilizado poder receber uma ativação imediata, nesse caso, seguindo o planejamento proposto, optou-se por uma instalação de prótese total provisória, instalada imediatamente após a cirurgia, que foi reembasada com resina do tipo soft até completar o período necessário de osteointegração.

Após esse período, o planejamento prevê a instalação de prótese e será utilizado para isso o kit e os componentes protéticos da Implacil De Bortoli.

A Previsão de término é até o final do ano de 2018. Para a continuidade do tratamento está inclusa uma reabilitação com implantes na região dos dentes 35, 36, 45 e 46.

Até o final do tratamento a Implacil De Bortoli cederá os materiais necessários para que se viabilize o tratamento e a total reabilitação de N.V.C.