Terapia adjuvante antimicrobiana local e sistêmica no tratamento cirúrgico de peri-implantite. Um ensaio clinico randomizado e controlado.

Por Márcio Casati | 11 de setembro de 2017

Carcuac et. al., J Dent Res. 2016 Jan;95(1):50-7.

 

O objetivo do presente ensaio clínico controlado e randomizado foi investigar o efeito adjuvante do uso de antibiótico sistêmico e uso local de clorexidina para descontaminação da superfície de implantes durante o tratamento cirúrgico da peri-implantite. Cem pacientes com peri-implantite severa foram recrutados. Terapia cirúrgica foi realizada com ou sem antibiótico sistêmico ou uso local de clorexidina para descontaminação da superfície do implante. A resposta ao tratamento foi avaliada após 1 ano de acompanhamento. Uma análise de regressão logística binária foi usada para identificar fatores que influenciam a probabilidade de sucesso do tratamento, que foi, profundidade de sondagem ≤5 mm, ausência de sangramento/supuração a sondagem e ausência de perda óssea adicional. O sucesso foi obtido em 45% de todos os implantes tratados. Implantes com superfície não modificada obtiveram melhor taxa de sucesso em comparação com implantes com superfície modificada (79% e 34%, respectivamente). O uso local de clorexidina não apresentou efeito nos resultados obtidos. Enquanto, o uso de antibiótico sistêmico não teve influência no tratamento de implantes com superfície não modificada. Entretanto, foi observado efeito positivo do uso do antibiótico sistêmico no tratamento dos implantes de superfície modificada. Todavia, a probabilidade do sucesso no tratamento com o uso de antibiótico sistêmico em pacientes com implantes com superfície tratada é baixa. Desta forma, como o efeito do uso de antibióticos sistêmicos depende das características de superfície do implantes, as recomendações para seu uso devem estar baseadas em avaliações cuidadosas dos implantes alvos.

(ClinicalTrials.gov NCT01857804).

Márcio Casati

Professor titular da Disciplina de Periodontia – Universidade Paulista (Unip); Professor associado da área de Periodontia – Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP – Unicamp).

VER TODOS ARTIGOS DESTE MEMBRO

Márcio Casati